Site de Poesias

Menu

CURTA-ME


Qualquer hora dessas
Faço que me queiras
E da teimosia desças
 
Saiba que a morte beira
Os casos de amor
Sem eira nem beira
 
Então vamos amor
Deixe de bobagem
Faça-me o favor
 
Estamos de passagem
Nesta vida curta
De aprendizagem
 
A distância encurta
Pela via do sorriso
Então vê se me curta
 
Mesmo sem paraíso
Morramos de amor
Se assim for preciso

Compartilhar

Visitem-me em:

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br

Grato!!!


15/05/2013