Site de Poesias

Menu

VISITA DA MUSA

 

vem como um risco 
um raio lampejo 
na forma de desejo 

inusitada 
inesperada 
desesperada 

quer espaço 
domínio 
a mim sozinho 

nem sempre me acho 
disponível pronto 
aos seus arroubos 

brinco às vezes 
com ela enlouquecida 
não cedo, desconecto 

depois volto 
obediente prazeroso 
embalo em sua música 

desconexa estranha 
dolorida, medonha 
bailamos nós... 

14/12/2008

 

Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
16/04/2013