Site de Poesias

Menu

Coração pecador (pesadelos)

[Ilustração não carregada]

Ho! Vida desça sobre mim a sua justiça,
para que estes meus olhos ledos
não precisem implorar por perdão.
Vou caminhando ouvindo a voz da noite
sonhos, pesadelos, eternidades vazias,
porque um dia, o céu ultrajei.
Estrelas cadentes, raios da razão,
pensamentos obtusos, lamentos da alma,
arrependimentos que cortam feito açoite.
Nas horas de silencio houve-se ao longe
os sinos do campanário, fatídicos sons
que anunciam a chegada das sombras noturnas
que mordem a terra e dão vida aos habitantes da noite.
Ho! Coração pecador acorda deste pesadelo
porque o orvalho retido na teia
são lagrimas da aurora que o sol
sedento quer beber.

Compartilhar

Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica.

Jose Aparecido Botacini
20/03/2013

  • 4 comentários
  • 229 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados