Site de Poesias

Menu

Felicidade

[Ilustração não carregada]

O vento varreu os cacos da tristeza.

E me trouxe o sol para agasalhar a falta de amor.

A brisa sussurrou no meu ouvido

-um coração vazio, é uma terra sem flor,

é uma pedra sem nome,

É o céu nublado sem lua...

Ouvi a mensagem da brisa, e quero guardar nas vestes

momentos de felicidade.

Um dia eles serão lembrados, como uma bela recordação

preciso me livrar da face das magoas.

Porque o tempo não compra passagem, para voltarmos ao passado,

de agora em diante, caminharei de mãos dadas com a felicidade,

e se por ventura, meus dias se mostrarem cinzelados, que convertam-se

em claras manhãs de domingo. 

De agora em diante, haverá girassóis em todas minhas janelas,

no meu jardim as flores de primaveras terão direito  de florescer mesmo que seja inverno.

e minhas janelas ficarão abertas o dia inteiro para acolher o verde da esperança.

E sol iluminara para sempre os sorrisos das crianças.

Cristiane Coradi.

Compartilhar

Renovam-se as amizades esquecem-se as desavenças
Entre felicidade, seja bem vinda!
venha confiante como a palmeira que confia no vento...

cris coradi
20/02/2013

  • 5 comentários
  • 230 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados