Site de Poesias

Menu

Recomeço

[Ilustração não carregada]

tudo de repente ficou preto e branco
dentro do porta retrato apenas reflexo do meu desejo
eu fico deitado
olhando para o branco do teto
sinto sua falta
em cada canto do quarto
tudo foi tão rápido
por um instante eu ainda tinha você comigo
de repente senti apenas o vazio
o desprezo
o vento gelado
e mesmo assim eu ainda te desejo
posso sorrir por fora
mas estou destruido por dentro
me sinto sem sentimento
como se faltasse parte de mim
parece que o tempo parou
vou desfazendo as malas
descarregando as lembranças
aos poucos
vou apagando da memoria as pequenas coisas
que ainda restam de você aqui dentro
eu saio
vou ver o mundo lá fora
e não vejo nada que se compare ao seu rosto
mas o que posso fazer se você não aguentou mais um pouco
não tentou mais uma vez
me desfez em pequenos cacos ao chão
me fez sangrar
eu que só vivi em função de te amar
não soube pensar em mim
e hoje só vivo em função de te esquecer
mesmo sem saber porque
mesmo sem saber por onde começar
eu tento apagar o que meu coração ainda deseja amar
é uma correnteza mais forte que a minha consciência
eu tento
eu quero
mas parace um pesadelo
ainda penso que um dia vou acordar
e ver você entrando pela porta do quarto
me fazendo uma surpresa
estou completamente perdido
vou aos poucos reconstruindo cada fragmento do meu coração
mas é tão dificil concertar o que não tem mais concerto
foi uma desilusão
uma doce ilusão
devastou todos os meus sonhos
que nem sei mais o que digo
eu apenas penso
e me reviro do avesso
penso que vou acordar a qualquer momento
e te ter de novo em meus braços
como você sempre afirmava
para todo o sempre
para sempre
mas esqueci de esquecer
que o sempre uma hora pode acabar
para aqueles que não sabem amar
para quem sabe iludir
para quem não leva nada a sério
eu vivi um momento
você se foi e tudo que me restou
foi apenas uma folha de diário
onde poderei escrever meu recomeço

 

Compartilhar

É difícil apagar o que seu coração não quer esquecer. Foi uma grande desilusão, mas superar é um processo lento. Desabafar é o melhor a fazer neste momento. Escrevi esta poesia em casa escutando Lágrimas Negras.

Leandro Sales
16/01/2013