Raio X


Para tanto foi preciso viver coisas que eu não queria,
Foi preciso passar por momentos difíceis, épocas turbulentas...
Valeram-me os desafetos, os desapegos, os desalentos, os prantos derramados,
Por vezes caí de mim mesmo, acreditei em quem não devia, fechei meus olhos para amenizar as brigas...
Errei em algumas ocasiões e acertei em outras, mas acima de tudo, aprendi,
Essa vida é uma escola... uma eterna escola.
Compondo e recompondo os meus passos, sigo evoluindo...
Sinto-me em constante mudança e conhecimento,
Hoje acordei rindo do passado, pois até os maiores problemas que vivi, deixaram-me lembranças positivas...
A vida não é um mar de encanto, mas pode ser renovação, e agora sei que estou nesse estado,
Ocorreu-me que minha felicidade sou eu que faço, sem gastar nenhum centavo...
Sou assim por ter feito muitas perguntas, por ter buscado as respostas que eu precisava, por ter encontrado muitas delas, e por saber que as perguntas nunca acabarão...
Pois a vida, a nossa vida, é um ciclo, um infinito renascimento...
Amanhecer, entardecer e anoitecer eternamente...

São Paulo, 09 de janeiro de 2013.

Carlos Eduardo Fajardo
© Todos os direitos reservados