Site de Poesias

Menu

Estrelas

Vou vestir meu vestido de lua , bordados seda e sisal,

e adornar meus cabelos com pedrinhas de cristal.

Vou viajar pelo espaço entre astros azuis, sem pressa de voltar.

Meu caminho é incerto, meu destino cheios de curvas ocultas.

Continuo a viagem, nas asas da liberdade ondulantes,

entrando pelas cortinas esvoaçantes, numa noite de verão

adormeço, e amanheço em qualquer estação

desde que tenha água limpa, e uma toalha de vento para enxugar minha sina.

Continuo buscando estrelas, e ninguém sabe o motivo

Talvez elas durmam em silêncio, ao soar a Ave Maria.

Cristiane Coradi.

Compartilhar

A herança do poeta, ~´e flores com pétalas escorrendo chuva, e o tempo corroido
pela ferrugem das horas no silêncio da noite.

cris coradi
08/12/2012

  • 6 comentários
  • 110 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados