Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "Névoa"

de cris coradi

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.


Bom dia querida amiga Cris Coradi

Névoa sua nova poesia nos da coragem para um novo
recomeço.
Embora a porta esta esquecida mais precisasse passar por ela para
Virar uma pagina na vida aumentando o horizonte de sonhos a conquistar.
O que vira desta atitude não sabe, mas sei que a sua ausência eu vou buscar.
Amar e isso ver o que ninguém vê se não tem amor correndo no meu ser.

Querida Cris: mais uma vez tocou profundamente meu coração, transportando-me a um mundo mágico, onde tudo é possível. Adoro seus simbolismos. Obrigada por mais essa joia da inspiração.
Lucila Guedes

05/12/2012

Escreves com a delicadeza própria das mulheres e com a sensibilidade dos seres que valorizam tudo ao redor. Mais uma linda poesia ,filha do vento e do tempo.
abraços e força sempre !
VINÍCIUS GARCIA

05/12/2012

Doce Poetisa:

Com imensa ternura e diligência, leio-te em cada sílaba, buscando o sentimento escondido atras de cada verso, ouvindo-te suspirar a cada vírgula.
BRUNO

05/12/2012

Com soberana maestria, brota dos teus versos um arco íris de poesia e beleza
este é o resumo do teu talento.

Versos de fada, como sempre...
BRUNO

05/12/2012

Querida cristal...como sempre es uma linda pedra,
com versos brilhosos de ternura graciosos,
pelo jeito hoje não vou me sentar pois acabei de levanta-me para aplaudir o SR botacini antes de sentar vou aproveitar
para aplaudir minha querida cris....

A terra é uma névoa sombria, ofuscada em gotas de dor, onde só um caminho alumia o perfumado pelo amor.

abraços no seu coração.....não me leve a mal não
simplesmente te adoro de montão....
poetisa
desconhecida
mas não esquecida......
essa parida.....
da bahia querida.....

Voltar à poesia