Site de Poesias

Menu

Sonho de menina


Foi-se a menina

Alegre e distinta

Tinha um sonho

O de ser bailarina

 

Correu saltitante

Com pés Triunfantes

A cantar e rodopiar

Ao sonho brilhante

 

- Corre, menina!

E busca na esquina

Teu lindo sonho

O de ser bailarina

 

Que linda garota

Tão decidida ela voa

Atrás daquilo que a faz brilhar

 

Chegou-se a menina

A tal esquina

Com vestido de rendinha

Querendo ser bailarina

 

Ao perceber

Que bailarina não podia ser

Suas sapatilhas estavam rasgadas

E sua mãe não lhe podia fazer nada

 

Voltou a casa

Não mais triunfante

E nem saltitante

A realidade que a chamava

 

Sentou-se na calçada

Calçou a sandália

Pensando na vida malvada

Que a impedia de ser o que amava

 

Quando a mãe viu

Sua tristeza infame

Seu coração partiu

De poder nada fazer

Por mais que a ame

 

Abraçou-a fortemente.

Com esse gesto a menina notou

Que pela mãe ela conquistaria

O que sempre sonhou

 

Então a garota entendeu

Que a vida lhe roubara

O seu sonho em matéria

Mas que jamais lhe tomaria

A sua essência que era ser

Uma excelente bailarina!

 

(A.S.M.)

Compartilhar
Aline Morena
04/12/2012

  • 1 comentário
  • 64 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados