Presente

Brisas de Outono
Faz viajantes esses versos
Leva esse poema ao seu dono
É um menino moço de caminhos bonitos
Quando o vires
Chegue bem mancinho
Entregue de sorriso aberto
Diga que em cada palavra tem minh’alma presente
E  que sinto muito ser apenas remetente
Quando anseio tanto por abraçá-lo
Em teu retorno traga-me detalhes 
De teu sorriso e olhares
Que é pra me coçar de vontade de vê-lo do meu lado
Mas eu espero paciente, todo tempo onipresente
Pra compartilhar desse afago!
 
Poesia dedicada a Carlos Simão, com muito carinho, parabéns pelo aniversário!
Te amo meu amigo!