Site de Poesias

Menu

A Vida & A Arte

[Ilustração não carregada]

Por muitas vezes a vida se parece uma peça de teatro
Vez por outra, um belo romance
Outras, um incrível drama
Outras ainda uma grande comédia
 
Quem nunca chorou
Ou quem nunca riu da própria vida?
De situações que nos trazem saudades
E de tantas outras que nem gostamos de lembrar?
 
Muitas coisas vêm à mente todos os dias
Quantas lembranças invadem os pensamentos
Os tempos de infâncias e todo seu encanto
Parte suave de uma vida, mas.... Que se foi e não volta mais
 
 
Quantos sonhos não ficaram perdidos pelo tempo?
Tantos pensamentos de um menino
Que com seu cavalo cavalgava pelo vento
Seguindo seus sonhos que adentravam devaneios
 
Belos sonhos, mas, que foram sendo esquecidos
A medida em que se caminhava ao futuro
E o constante virar das paginas
Os deixavam mais distante no passado
 
Tantos planos!
Tantos pensamentos!
Amores a se perder de vista
Igualmente as aguas do mar
 
Mas, hoje vejo e entendo
As muitas ilusões que giraram ao redor da minha vida
Que foram doces e incendiavam a alma
Quando o coração ainda repousava na inocência
 
Durante muito tempo naveguei neste mar
Também jurei amar e jamais esquecer
Pessoas que hoje nem se quer
Se lembram mais de mim.... E nem eu delas
 
E que quando algum dia nos encontrarmos
Seremos apenas mais um rosto
Entre tantos outros rostos
Guardados no esquecimento
 
Lutei por tantas causas
Algumas ganhas
E outras, que hoje prefiro que fiquem esquecidas
 
Para dar um pouco de descanso a mente
Não se recordando de amores que já ficaram perdidos
Em meio a tantas páginas viradas, algumas encharcadas por lágrimas
Que pareciam que jamais um dia iriam secar
 
Hoje vejo e entendo tudo isto, tudo o que ficou
Muitos rostos, tantas pessoas
E algumas vezes ainda me pergunto
Onde estão e, como estão?
 
Como terão decidido suas vidas?
E em suas escolhas?
Será que encontraram alegria?
 
Será que venceram seus medos
E encontraram, um lugar seguro?
Dentro desta incerteza chamada futuro
E que dia a dia se torna presente?
 
Ah! Vida
Tantos encontros
Diversas despedidas
 
Um trem que segue e não para
As vezes nos trilhos do riso
Outras vezes ainda na linha das lágrimas
Em direção a estação despedida
 
Ah! vida
Rostos que passam
Pessoas que chegam e logo partem
 
Algumas marcam
Outras passam despercebidas
E seguem em suas vidas
Sem recordações de quem foram
 
Ah! Vida
Encontros e desencontros
Um constante vem e vai
 
Muitas chegadas e muitas despedidas
Até que a peça se encerra
As cortinas se fecham
E tudo chega ao seu final 
 
 
 

Compartilhar

A foto deste escrito é o registro de um dia em Paranapiacaba, onde rimos e nos divertimos por este dia, e a vida nunca mais nos permitiu este encontro... Apenas lembranças.

Will Aflagal
16/09/2012