Site de Poesias

Menu

me ame!

 morda minha boca sofregamente

de forma tão abusiva e demente

ao ponto dos teus braços serem minhas roupas.

 

me põe contra a perede avassaladoramente

e me toque de uma forma intransigente

até me ouvir gritar chega.

 

diga que me ama loucamente,

que me quer ardentemente

e que o meu corpo te provoca os instintos.

 

depois me beije avidamente,

até sentir tua língua fremente

estalar compulsiva  no céu da minha boca.

 

eu espero meu amor que a vida seja delirante,

que a volúpia pertença sempre a gente

e que o tempo pare somente para nos ver delirar.

 

e que tudo que vier pela frente

seja duradoro e diferente

ao ponto de tornar o nosso céu multicor.

 

agora me ame, me ame, me ame... perdidamente!

seja malvado, insaciável e intransigente,

pois o todo será pouco para nós dois.

Compartilhar
...Kira...
07/09/2012

  • 0 comentários
  • 27 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados