Site de Poesias

Menu

Credo

 Credo essa canção

Credo, falsa razão
Credo comparação
Credo tal conclusão
 
Descrença é tudo
Descrença no mundo
Descrença me deixa mudo
Descrença é absurdo
 
Presença é apartar
Presença em contaminar
Presença tua a cantar
Presença devo salientar
 
Tentamos, catarse
Tentamos , verdade
Tentamos, já tarde
Tentamos ter validade
 
Facetas, teus desencantos
Facetas , alguns recantos
Facetas tem lá seus mantos
Facetas que cobrem tantos
 
Canetas, já não tem vez
Canetas, sucessos, três
Canetas, só de vocês
Canetas que me livrei
 
Cansei de te convencer
Cansei  d’aqui  defender
Cansei de amores ser
Cansei de olhar, não ver.

Compartilhar
Rustic Beauty
06/09/2012