Site de Poesias

Menu

Eu vejo o Amor Assim

Eu vejo o amor assim

Duas pessoas num bote

Sozinhas no oceano.

 

O sol bonito

As águas calmas

Um vento gostoso

E elas, um para o outro nem aí.

 

Um deles num canto reclamando

O outro na outra ponta de braços cruzados

A vida tão serena

Sem grandes ondas com que se preocupar

E eles brigando.

 

Eu vejo o amor assim

Duas pessoas num bote

Sozinhas no oceano.

 

Um dia cinzento

Águas agitadas

Um vento que arranca tudo do lugar

E elas trabalhando juntas

Para não deixar o bote afundar.

 

Os dois juntos

Um olhando para o outro

Na esperança de sobreviverem

E quando a ameaça passa

Estão tão esgotados

Que não se lembram de procurar

O que reclamar.

 

Apenas descansam

um no braço do outro

e olham juntos no mesmo sentido

o do sol naufragando no mar.

 

Naufragando apenas o sol

Nada mais

Porque o amor

Eu vejo o amor assim

Duas pessoas num bote

Ora de costas

Ora de frente um para o outro

Ora olhando na mesma direção

Mas sempre juntas

E sozinhas

No oceano.

 

 

Escrito em 30/10/2008

 

 

 

Compartilhar
Melina dos Anjos
24/08/2012

  • 0 comentários
  • 67 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados