Site de Poesias

Menu

Uma “pirralha” em minhas mãos

Foi assim, um amor a primeira vista.
Em minhas mãos pude sentir o calor do seu corpo, contemplar um doce e meigo sorriso que acalmava toda a agitação do meu coração. Inexplicavelmente pude  ter a certeza ao olhar em teus olhos que queria te abraçar e te proteger de todo mal.
 
Com o passar das luas, juntos aprendemos dar boas razões para que gostem de nós, e ter paciência para que a vida faça o resto.
Nos momentos tristes, quando os gritos de dor ressoarem em seus ouvidos,  sempre estarei ao teu lado para te ninar e te colocar para sonhar.
 
Sua especial e única história apenas está começando. Vejo aquela garotinha manhosa continuando manhosa, aprendendo que existem pessoas maravilhosas outras nem tanto, que ficar longe dos garotos é a melhor opção, porém há aqueles que conseguem transformar um simples dia chuvoso em um dia mágico e insubstituível(mesmo assim cuidado com eles)... Agora uma garota/mulher contida em um único ser, aquela que sente cada pequeno gesto da vida, mas que tenta esconder o que sente.
 
Nunca se  esqueça que nascemos para nos apoiar e disso eu tenho certeza. Até  mesmo o seu olhar  de repreensão me faz muita falta, não se esqueça que independente da nossa distância sempre irei te amar. Nossas almas são unidas pela força de nossos espíritos. Seja pelo céu, pela água ou o ar, seremos sempre irmãos. Te cuida, minha querida “pirralha” e nunca se esqueça de chocolate, dias de chuva, sorrir, chorar e se emocionar...
 
Guilherme Kássio

Compartilhar
Guikassio
21/08/2012