Site de Poesias

Menu

Os extremos me atraem.

Me ame intensamente, ou me odeie na mesma medida.
Não quero ser irrelevante na vida de alguém.
A indiferença fere mais que sentimentos
externados de uma raiva incompreendida;
pois o ódio nada mais é que uma variação do amor.
Me ame da forma que te ordenarem os sentidos:
me faça penetrar na mais profunda dor;
ou me leve ao êxtase de uma alegria incomensurável...
Só não me ignore.
Por favor, não me deixe ser ninguém na sua vida.

Compartilhar
Lílian Terra
16/08/2012

  • 0 comentários
  • 67 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados