Site de Poesias

Menu

Desespero

 Eu não sei mais

Estou tão certo
Tão errado, omisso
Uma serra mordaz
 
Arranca sem dó minhas esperanças
Minhas velhas crenças desabam
Eu sou pura catarse
Sou uma técnica constante
 
Liberdade e obrigações
Uma mente pensante
Um ser condicionado
Livre e preso por suas ações
 
Um cenário pavoroso
Uma floresta verde sem fauna
Um céu sem nuvens
Um céu de baunilha
 
Quero minha alma de volta
Me devolva a paixão de viver
O sono tranquilo, a paz
Quero viver, preciso agora....

Compartilhar
Rustic Beauty
22/07/2012

  • 2 comentários
  • 155 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados