Ao Remorso

 

Vem! Desperta por inteiro em meu ser, assim te ordeno!

Culpa, remorso, dor, ilusão, loucura... Corram em mim como veneno!

Quando a alma se perde na espiral negra do sofrimento

O que resta senão abraçar tal sina e aceitá-la a cada milésimo de momento?

 

Mereço passar por tanta dor e deixar rugir aterradora a agonia.

Eras meu calabouço e ao fugir dele fiquei sem lar na estrada fria...

E amargo agora a falta de tua presença com o mais negro coração.

Indo ao mundo dos mortos, lentamente perseguindo minha danação!

 

E livrai-nos do mal amém! (Mas, teu mal, meu ser não rejeita!).

Sou um pecador, porque teu mal me fez tão bem e nele minh'alma ainda se deleita

Em sentimentos de amor tão fulminantes quanto a própria fúria da natureza...

 

Quero a tua boca, teu corpo e alma por inteiro! Quero tua única beleza!

Mesmo sabendo que sem piedade me ferirás com a língua e qualquer branca arma,

Quero-te! Sabendo que és para sempre meu amor e ao mesmo tempo, meu karma...