Site de Poesias

Menu

A TARDE CINZA

 
A cinza tarde de agora
Transmutada em esperanças
Rememorando o sol de outrora

Basta de tristeza
Negaceando as andanças
Opaca de qualquer beleza

Em passos arredios, arrepios

Claridade ofuscada, lembranças...

(indriso)
 

Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
04/06/2012