Site de Poesias

Menu

As Dores da Saudade

[Ilustração não carregada]


O céu pintado de noite,
 uma saudade banha o coração.
 Dá vontade de te ver e ter.
 Sonho em abrir a porta
 e ver tua figura.
 Fechar os olhos
 e ludibriar os sentidos,
 imaginando estar contigo...
 Desejar, então, abri-los
 e surpreender-me com tua tez.
 Ver-te em presença física,
 tocar-te como o escultor
 manuseia a argila.
 Mas qual nada...
 somente me acompanham pensamentos.
 Talvez por isso deseje
 tanto empreender uma fuga
 para não sei para onde.
 Encher-me, então,
 com umas tantas paisagens.
 Lembrar-me das montanhas,
 querendo sentir tua presença,
 teu perfume de altitude
 nas narinas dilatadas.
 E assim ir além,
 imaginando descer a serra
 e chegando à beira do mar.
 Buscando tua imagem
 vendo-te como se fosse sereia,
 imaginando-te dona das águas,
 salgadas águas
 de lágrimas que se ocultam
 entre as muitas cenas,
 onde existem outras tantas 
 perdidas possibilidades,
 mas onde o desejo
 continua sendo um só: você!

 

Compartilhar

26/05/2012