A DANÇA

A DANÇA

Dança! o vento nas águas

dançam as águas na áreia,

no mundo dançam as almas

dança à aranha teçendo a teia...

 

Dança!  o coração que ama

e o que parou de amar,

dança o pescador sobre a jangada

tal qual os peixes,no balé do Mar...

 

Eu danço com os pés descalços

no ritual da ladeira,

danço entretendo a vida

como faz a aranha,tecendo a teia...

 

Dança! o fôgo das paixões

em místicas labarêdas,

enquanto entrelaça a aranha

o teçer tedioso das teias...

 

Assim, dançamos a vida!

emaranhada em sonhos,

entrelaçada no tecer dos dias

tecendo-a com rigor

qual a fiel aranha fazia...

Gil Miranda
© Todos os direitos reservados