Site de Poesias

Menu

Desejo Ardente

                                                                                    Desejo Ardente

Que santa ignorância pensar,
neste desejo oculto, retratar,
que vontade louca de te beijar,
que desejo louco de te banha,
sem esquecer de te enxugar.

Oh! vem me acariciar...
Traz os teus braços fortes para me apertar...
na tua boca, no teu sexo me afogar,
quanto mais te vejo, mas saudade dar.
Sem nunca, esquecer de amar.

Oh! fonte dos desejos,
o que é que ha,
com este olhar a me penetrar,
dando uma vontade de delirar.
Por todo seu corpo ardente entrelaçar.

Quero me banhar na fonte desse desejo.
E refletir nas luzes do teu olhar.
E descobrir  em ti,
o que há de tão forte ,
para te desejar!
 te desejar!
 te desejar!
 te desejar!
L.Aquino

Compartilhar
L.Aquino
17/04/2012

  • 0 comentários
  • 67 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados