Site de Poesias

Menu

A correnteza

Te descubro em mim,

e em ti me largo.

O efêmero momento se estende,

e o que antes não tinha importância

hoje é a razão de ser.

É a flor que brotou entre as pedras,

é o poço no deserto.

O amor leva as dores

assim como a correnteza leva o fruto.

E a beleza se faz notar

no que antes era esquecido.

Compartilhar

Visite meu blog: palavreterea.blogspot.com

Lílian Terra
17/04/2012

  • 0 comentários
  • 50 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados