Site de Poesias

Menu

HOMEM SELVAGEM

[Ilustração não carregada]

 
O homem foi pro mato
caçar pássaros selvagens.
(Eu digo selvagem
porque não está familiarizado com a cidade)
 
Foi triunfante!
Belíssima presa rara,
com canto interessante.
 
Na sua casa toda fechada
(verdadeiro forte atual)
colocou-o na gaiola
e foi chamar os amigos
para exibi – lo e contar suas proezas.
 
Seu troféu enjaulado
todo rebelde e assustado
debatia -se nas grades.
 
Sob olhares curiosos
defendia-se das provocações ou agrados
que os dedos ofertavam
 
O gozo do patrão
em afirmar que sua ave
dentro em breve estaria domada
teve em curto tempo
uma súbita frustração.
 
O pobre pássaro indefeso
foi ficando triste e magro
emudecido e descorado.
 
Morreu por não se acostumar
à vida da civilização.
Não poder voar
ser alimentado pela mão
viver no espaço limitado
de uma pequena prisão.
 
 
 
 
 
 

Compartilhar

Do Livro Gato & Sapato
www.clubedeautores.com.br/book/99043--gato_e_sapato São Paulo

Pedro Vono (SP)
30/01/2012