Site de Poesias

Menu

SE EU TE ODIASSE

Se eu te odiasse não atenderia mais as suas ligações nem retornaria as mensagens.
Se eu te odiasse todas as suas coisas ficariam entulhadas no quarto dos fundos e esperando você apanhar.
Se eu te odiasse rasgaria todas as suas cartas falando de amor eterno, coisa que certamente você já deve ter esquecido, mas eu guardei todas elas.
Se eu te odiasse quando nos encontrarmos na rua eu fingiria que não o veria e esperaria que você fizesse o mesmo.
Se eu te odiasse falaria mal de você para amigos e parentes deixando uma má impressão de como você é.
Só faz de conta por um instante que eu te odeio.
Já pensou o tanto de coisa que eu poderia fazer em nome do meu ódio?
Já pensou o estrago que eu poderia fazer na sua vida e na minha?
O detalhe mais importante é que eu não te odeio, te amo!
E se nos separarmos vou virar a página bem devagar.
Vou ficar esperando sempre as suas ligações, responderei todas as suas mensagens com o coração aos pulos.
Cada coisa tua terá lugar em minha casa, nada será esquecido, tudo ficará em exposição para cada lugar que olhar estarei olhando para você. Sou obsessiva, o que fazer?
Todas as suas cartas estarão guardadas no fundo da minha gaveta como uma joia rara.
Quando nos encontrarmos na rua se prepare para me receber no colo porque darei um pulo agarrando-o pelo pescoço com uma alegria que rodaremos em plena rua.
E por ter amar, falarei para todos que nunca conheci uma pessoa que me completasse perfeitamente. Minha alma gêmea, finalmente encontrada.
Você é importante para mim assim como eu sei que sou para você.
Então se nos separarmos não serei sua inimiga, mas também não poderei dizer que poderá contar com a minha amizade, porque o amor é grande demais e ter você terrivelmente perto de mim será muito difícil para não querer tê-lo novamente, nem que fosse por um minuto.
Não faria bem para mim. Página virada, novo começo.
Por isso, se terminarmos um dia te oferecerei o meu tratado de paz:
não te odiarei;
nem esquecerei da noite para o dia;
mas seguirei com a minha vida.
E por que tudo isso?
Porque você me transformou, me fez feliz, me fez sentir menina e mulher, secou minha lágrimas, me confortou em momentos difíceis e me ensinou a dançar bem coladinho.
Foi você que me tirou daquele castelo que era guardado por um dragão que me impedia de ver o mundo.
Você me tirou de lá, me mostrou o mundo e me fez achá-lo profundo demais.
Te quero para sempre em minha vida, mas se não for possível ser assim, o terei para sempre na minha alma.
E se você tivesse mesmo que ir embora, seria terrível ver alguém de repente deixar de ser tudo, virar a página talvez seria um paliativo,não seria a solução, teria que ir além,teria que apagar da minha mente lembranças, cheiros, gestos, palavras tantas coisas para não deixar marcas.
Eu sei que terei que passar por algumas etapas para ser feliz: em primeiro lugar posso ser feliz de novo – é certeza, em segundo quando não estiver mais vulnerável jogarei fora todas as tralhas que julgo agora importantes para mim, em terceiro lugar com isso esvaziarei o meu coração e finalmente estarei pronta para um novo amor.
 
 

 

Compartilhar
katialimma
27/12/2011

  • 1 comentário
  • 135 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados