Site de Poesias

Menu

Retrato da Lua

Inspiração cintilante símbolo dos amores
Alma da poesia em que a face são as cores
Dos versos infinitos escritos no compasso
Da paixão que perfuma o céu do teu espaço

Estrelas que lhe rodeiam são como as flores
Enfeitando a vida desta terra e lugares
Iluminando a noite pela beleza deste laço
Esquentando o desejo que quer o teu abraço

Musa da madrugada vagando em liberdade
Luar que a arte é a moldura dos fins de tarde
Cheia de graça aos corações que a beleza arde

Símbolo de prata de namoro ou de amizade
Passos no escuro de uma porta-estandarte
Fúlgido poema enquanto o teu brilho não parte

 

Compartilhar
Murilo Celani Servo
07/12/2011

  • 2 comentários
  • 302 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados
  • Tags: