Site de Poesias

Menu

Mãe soneto.

[Ilustração não carregada]


 

Mãe... O quão celeste é a tua face.
Na hora dos angelos o teu nome é magia,
Mesmo quando na vida teu filho não merece,
Que outra na vida pelo filho não padeceria?
 
Mãe... Espírito divino que do céu alvorece
Tua alma de luz nada teme, é pura calmaria,
O teu coração mesmo dolorido não arrefece,
És celeste como o sol iluminando o dia.
 
Mãe... Reduto de bondade e virtudes.
Tuas mãos são benditas e soberanas,
Toque de (Midas) e a vida vira ouro.
 
Atenta, ensina ao filho boas atitudes,
Do amor de mãe todo poder emana,
Jóia rara, a mais valiosa do tesouro.
 

 

 

Compartilhar

Para mim todos os dias é dias das mães, então porque não...Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica.

Jose Aparecido Botacini
09/10/2011

  • 6 comentários
  • 336 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados