Site de Poesias

Menu

Esquecimento

Na primeira morada
aqueci o tempo verdade
deitado com os pés nus...

De outra vez agitei
meu tempo presente
depois que bebi a taça!

Dormi como peregrino
cansado da estrada
e apagando o olhar...

Lembrei teus braços
da lua, do mar, dentro
de meus traços

Compartilhar

Esquecimento é uma meditação de um tempo passado.
Em um tempo que o amar era descoberta.
Tudo era novidade, mas não o discernimento.
Assim veio a meditação, veio a poesia...
Era a descoberta do eu...antes do amor...
Depois veio a musa...
Em sonhos difusos...
Em jornadas peregrinas...

Abel G. Saint'ell
26/10/2005