Site de Poesias

Menu

O ALIMENTO DO AMOR

[Ilustração não carregada]

O que disseste foi impensado,
Consequência do momento,
E que momento mal-fadado.
 
Certamente de cabeça fria
Irás repensar no que falaste
E que normalmente não dirias.
 
A ira é má conselheira,
Faz-nos sair do caminho certo
A ponto de cometermos asneiras.
 
Não cometi nenhuma traição,
Não vivo de fazer conquistas
Saiba que é fiel meu coração.
 
Se tu duvidas de mim, então adeus
Antes que alguém venha se machucar.
Com tua desconfiança, o amor morreu,
O alimento do amor é nele acreditar.

Compartilhar

Atitudes intempestivas, palavras impensadas são verdadeiras flexadas que pode dilacerar um amor. Quando a tolerância é esquecida e a compreensão despresada o desastre é inevitável e um amor ferido terá sempre uma cicatriz.l Resultado de experi

Ubirajara Fernandes
06/10/2011