Site de Poesias

Menu

Queda d'água

Amor, estás muito distante
De nosso caloroso abraço:
- Por mais que eu tente, num instante
Reconquistar-te, indo avante,
Também preciso dos teus passos!

E, entre olhares fascinados
(Margens de águas indiscretas.)
Correrão rios emocionados,
De um chorar descompassado,
Derramando as lágrimas certas!

Compartilhar

Quem consegue extrair doçura do choro acaba sempre derramando as lágrimas certas... São Paulo

Pablo Falabela
26/10/2005