Site de Poesias

Menu

DICOTOMIA

Às vezes me perco,
me perco em pensamentos.
Sinto a mente fluir,
levadas por doces momentos.

Noutras vezes sou duro.
Uso a aspereza com naturalidade.
Ouso destruir sonhos.
Abraço alegremente a maldade.

Por vezes me arrependo.
Sim, me arrependo.
Ouço gritos de desespero
num contínuo crescendo.

Daí desço do meu pedestal.
E encontro todos com alegria.
Aproveitamos o momento sem igual
numa explosão de encanto e magia.

Compartilhar

27/09/2011

  • 0 comentários
  • 38 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados