DIFÍCIL . . .

DIFÍCIL . . .

Difícil  . . .

Fujo por temer o que desconheço

Amo à  distância, por ser mais fácil

Regresso ao meu infinito particular

Fecho as entradas, quebro os elos

Difícil é viver a paixão...

Realidade se choca com os sonhos

 

Fujo por não saber o que existe do outro lado

Amo sem querer questionamentos

Regresso ao meu universo de mistérios

Fecho velhos atalhos,abro novos caminhos

Difícil é reconhecer o amor...

Realidade grita na alma

 

Fujo por acreditar que não é o momento

Amo sem atropelos, nem pressas

Fecho as janelas,para abrir portas

Difícil é desamarrar certos nós...

Realidade sendo construída, passo a  passo

 

Fujo...amo...

Difícil...realidade...

Amo...fujo...

Realidade...amo...

Bruma Lilás - Taís
© Todos os direitos reservados