Site de Poesias

Menu

A Parada Gay

 

 
Na Avenida Paulista
a parada é colorida
Os gays dançam, protestam, cantam
os simpatizantes aplaudem
os curiosos assistem
o religiosos proclamam o fim dos tempos
os comerciantes festejam
os pudicos se horrorizam
os homofóbicos rosnam
e nós, os héteros
assustados
proclamamos nossa hegemonia
Mas não há o que temer!
Ninguém está só!
Todos estamos acompanhados
de milhares, milhões
Tem gente pra todo mundo
e, ainda, mundo pra toda gente
Juntos podemos fazer
um mundo somente
 
 
Leia o livro Fast Food, Solidão, Televisão, on line grátis:
http://www.bookess.com/read/9043-fast-food-solidao-televisao/

 

Compartilhar
Sérgio Taboada
19/08/2011

  • 0 comentários
  • 86 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados