EU TE ESPERO

EU TE ESPERO

 
Eu te espero em silencio
No inverno e no verão
Sorridente e aos prantos
Mansa e calmamente,
 
Eu te espero na intensidade
Na paz e na turbulência
Na amargura e na presença
Alheio a tudo que há!     
 
Eu te espero sozinho
Sentado pertinho da janela
A porta aberta, o vento que sopra
A presença que há de se anunciar
 
Eu espero na calmaria,
E na sabedoria que há de existir neste gesto
Espero no desejo do sorriso leve,
Na eterna esperança; ou breve alegria!
 
Espero por que te quero,
Por que és doce, me alivia
Espero por que faz bem,
Lembrar de ti ao começar do dia!
 
 
 
 
 
 
 

Carmen Locatelli
© Todos os direitos reservados