OS DOUTOS !

Só havia doutos em torno da mesa.
O assunto eu não sei qual era,
Mas todos falavam, todos tinham certeza,
Pois que um Douto não erra.
 
Se um Douto diz que fez,
Só outro Douto pode duvidar.
Os Doutos primam pela honradez
E põe o saber em primeiro lugar.
 
São porta-vozes da verdade.
Arauto do conhecimento e do saber.
São espelhos da realidade,
Peritos na arte de bem-viver.
 
Fazem parte da raça superior,
Não na capacidade e sim na ignorância.
Não tributam à amizade, nenhum penhor,
E pior se tornam, quando da prepotência.
 
Ah! Os Doutos! Nobres senhores!
Do alto de sua particular honradez,
São realmente pessoas superiores,
Castas Nobres, que não aceita um talvez.
 
Doutos são aqueles que ouvem,
Que vêem o mundo ao redor
E como bons alunos aprendem,
Lições com o mundo professor
 
Há em suas lições conteúdos tantos
De experiências milenares,
Que aprendidas causam espanto,
Ao Douto e seus pares.
 
Feliz de quem se diploma
Na escola da vida, da verdade.
Um Sábio não se proclama,
A Sapiência está na humildade.
 

Não há perfeição, até mesmo a natureza não é perfeita. Sendo assim eu me incluo entre os imperfeitos, pois que, neste texto estou criticando pessoas cultas e enquanto eu vou aqui agredindo a gramática de modo cruel,portanto merecedor de ser criticado também. Não é um derespeito aos citados senhores, e sim a uma parcela que não conhece a humildade e faz do seu saber um poço de orgulho, vaidade e falta de educação.
Sábio é aquele que sabe que há alguém que sabe mais que ele!

Ap