Site de Poesias

Menu

ESPERANÇAS ROMPIDAS


Vestido ragado

Maria, outro não tem .

Os pés sem calçado,

é doença que vem.

 

Um filhos nos braços

trouxa na cabeça

Baiana, o meu abraço !

A vida é passageira,

 

Bela voz,mas triste canção

que diz do amos de Maria e João.

Da luta pelo pão, da higiene e educação

de tres bocas que choram em plena cria.

 

Selvagem rotina corriqueira

na luta contra roupas alheias( ao ve-las)

Maria sonha ser primeira

dentre as dez mais lindas estrelas.

 

Ao espectro da fome , Junior chora

Maria acorda, esfrega sabão

Dá duro Maria; Maria implora ...

João nos trilhos; dá duro João !

 

Passa o tempo, os filhos crescem

João e Maria, na lembrança,

Por serem humanos morrem.

Também morri; meu nome era esperança !

Compartilhar

do livro " de Cara Limpa"

www.clubedeautores.com.br/book/49668--De_Cara_Limpa Santo Andr

Pedro Vono (SP)
08/07/2011