Site de Poesias

Menu

Expressões populares inspiradas no Corpo Humano (Gramática)

Eis como o corpo humano inspira alguns ditos do povo:

Abrir o coração
: falar francamente, com absoluta sinceridade; desabafar, declarar-se
 
Abrir os olhos de alguém: prevenir, alertar, acautelar alguém contra certas pessoas que parecem amigas. 
 
Agarrar com unhas e dentes: mostrar pulso forte na consecução de um objetivo, uma meta, uma oportunidade

Amarrar a cara / Fechar a cara: demonstrar contrariedade, desprovação frente a fatos, pessoas ou situações desagradáveis 
 
Armar-se até aos dentes: preparar-se em extremo para um confronto, ainda que de ideias
Arrancar os cabelos: ficar furioso com algo ou alguma atitude alheia
 
Arregaçar as mangas: começar uma tarefa com entusiasmo; dar o exemplo, com trabalho sério e competente.
 
Bater as botas: morrer
 
Botar a mão na consciência

 
Botar a mão na massa: encarar o trabalho como uma missão possível; começar algo para valer.
 
Botar as barbas de molho: prevenir-se, precaver-se em relação a uma situação, um fato, uma atitude de alguém

Chorar lágrimas de crocodilo: verter lágrimas falsas, lamentando aleivosamente alguma situação
Cara de um, focinho de outro!

Chorar de barriga cheia: Reclamar por reclamar, visto que as necessidades foram satisfeitas. Exemplo: choramingar com inveja do presente da outra criança, após já ter ganho o seu.

Comer com os olhos
: querer ardentemente algo, em geral uma guloseima
Coração dos outros é terra que ninguém pisa

Custar os olhos da cara: refere-se esta expressão a algo que custa bem caro
Dar a cara a tapa: consagrado na elocução “Dou minha cara a tapa, se...”
Dar a mão à palmatória

Dar as caras: aparecer, voltar, fazer-se presente

Dar com a língua nos dentes: revelar um segredo, contar a outrem um plano secreto; ser indiscreto, inconveniente.
Dar uma mãozinha: auxiliar alguém nalgum trabalho
Dar com uma mão e tirar com a outra

Em boca fechada não entra mosquito
: admoestação aos que falam demais, comprometendo as pessoas (fofocas)

Falar pelos cotovelos
: falar demasiado e frivolamente

Ficar com água na boca
: ficar desejoso de comer algo
Ficar com o coração na mão
 
Levantar-se com o pé direito: começar bem o dia, obtendo sucesso nos empreendimentos cotidianos

Meter os pés pelas mãos
: atrapalhar-se numa fala ou atitude, resultando em confusão.
Morar no coração de alguém

Passar a perna: enganar alguém


Querer abarcar o mundo com as pernas
: querer ter tudo ao mesmo tempo

Sair com o rabo entre as pernas: submeter-se, humilhar-se, aceitar imposições alheias.  Tem ainda o sentido de sentir-se envergonhado, como um cachorro que é enxotado de algum lugar.  Exemplo: Carlos foi advertido na frente de todos por ter feito o que não devia e saiu da sala com o rabo entre as pernas.
Sentir dor de cotovelo
 
Ter o olho maior que a barriga: encher muito o prato, além do que consegue comer

Tirar a água do joelho: urinar

Tirar a barriga da miséria: aproveitar uma refeição grátis e comer muito

Uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto
: significa a ajuda mútua, a troca de favores entre duas ou mais pessoas


                                      ************
 
Fragmentos de frase:
boca de caçapa
boca nervosa
cara amarrada
carne de pescoço
coração grande
costas quentes
mão de vaca
olho comprido
olho gordo
olho grande
perna de pau
unha de fome
                              
 
@@ & @@ & @@ & @@ & @@ & @@ & @@ & @@ & @@ & @
 
 
Fontes de consulta:
falabonito.wordpress.com/expressoes-da-lingua-portuguesa/ 
 
 
Borgatto, Ana Maria et alii.  Tudo é linguagem:
língua portuguesa.  2ª ed.  Ed. Ática, SP, 2009.

Compartilhar
Jô Siqueira
22/05/2011

  • 1 comentário
  • 760 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados