Site de Poesias

Menu

Parafraseando o amor

Mil léguas de cem mil metros
Cem passos encontra o vento
Dez palavras de sentimentos
Um só amor.
 
São páginas de contundências
Dão, áridas, algum sentido.
Dão, secas, alguma emoção
Dão, sexo, alguma carne.
Um só amor existe.
 
As entranhas de minha alma
Não são bastas a te acalmar
Alentar a cria, sossegar o âmago.
Batalhar o frio envolver-te toda.
Um só amor existe em mim.
 
E na noite de orvalhos malformados
De flores, pétalas desaforadas,
congeladas, de tanto dó,
conturbadas de tão sozinhas...
Um só amor existe em mim só.
 
O dia então clareia.
Semeia o amor e espanta o frio
Aperta-te o pranto e sorri.
Transborda a mente ao te querer
Um só amor que existe em mim
 Que existe em mim só por você.

Compartilhar
Renato Gaspar
08/05/2011

  • 0 comentários
  • 110 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados