Site de Poesias

Menu

A cruz é o limite

[Ilustração não carregada]

No topo do monte Calvário,
Um corpo inocente martirizado
Sofre por um povo mercenário.
 
Passivo, deixou-se conduzir.
Sabia do seu cruel destino...
Nem na agonia pensou em fugir.
 
Nasceu para amor transmitir.
 
Morreu para pecados redimir.
 
Imagem: Google
 
Respeite os direitos autorais.

Compartilhar
Mardilê Friedrich Fabre
22/04/2011