Site de Poesias

Menu

Dama Escura...

Ela brilha no céu,
Como a lua,
Como as estrelas,
Como a noite escura.
 
Ela toma o brilho dele,
Igual a lua pega a luz do sol,
Para poder brilhar,
Para poder clarear.
 
Dama perigosa ela é,
Tal como a noite escura,
Sem lua,
Sem luz.
 
Dama sorrateira ela é,
Aparece quando menos se espera,
Como a lua brilhante,
Que brota da lua.
 
Ela não se arrepende,
É cruel,
Rouba o coração do rapaz,
Tal como rouba-lhe a luz.
 
Na noite escura ela seduz,
Na noite escura ela se camufla,
Na noite escura ela vive,
Se liberta.
 
Como um cometa,
Ela cruza o céu,
O céu dele,
O céu noturno.
 
Perversa,
Ela instiga a felicidade,
A felicidade falsa,
A felicidade falsa que brota no peito dele.
 
No rosto do menino a Dama põe o sorriso,
No coração o amor,
Na mente sua figura,
No olhar a adoração.
 
Enquanto faz brotar tudo isso,
No menino,
Ela rouba,

Rouba seu brilho.

Compartilhar
Graziella C. Aoki de Abreu
19/04/2011