Site de Poesias

Menu

LAMENTO

NÃO VEJO PASSAR O TEMPO

NEM OLHO NO ESPELHO MEU ROSTO SEM VIDA E TRISTE

ME COMPADEÇO DO DESTINO, DO TEMPO

RASGO SEUS RETRATOS E BILHETES, E LAMENTO

ME FIO EM UM COPO DE CERVEJA E DE LEMBRANÇAS ME CURVO

A MINHA DESGRAÇADA SOLIDÃO

LAMENTO  TER TIDO TANTOS AMORES

ME ARREPENDO DE NÃO TER NENHUM AQUEM AMAR

E ME ODEIO POR UNICO QUE  ABRI MEU CORAÇÃO

FIZ DA MINHA VIDA APARTAR....

 


Compartilhar
Jane Biancardine
13/04/2011

  • 0 comentários
  • 39 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados