Dádiva de Deus

Dádiva de Deus
Olhar para os olhos teus
E vê-los se abrirem enfim
Procurando por mim.
Meu filho é tanto amor
Amor imenso sem fim
Sei que sua dor
Aos poucos vai passando
A vida vai ganhando
Sua mãe radiante
Aquela angustia de antes
Vai dando lugar a alegria
È meu filho quem diria
Em seu tamanho pequenino
Traria não a fibra de um menino
Mas, a gana de um guerreiro.
Fruto de um amor verdadeiro
Logo poderei te pegar
Em meus braços te carregar
Ah! Filhinho, mal posso esperar,
Sua melhora completa
Minha alma repleta
De amor para lhe dar.
Posso ver até um esboço de sorriso
Ah! Meu filho como preciso
Sentir você bem
Ah! Meu precioso neném
Jóia de maior valor
Prova maior que o amor
Sempre é vitorioso
Dádiva de Deus
Este seu choro gostoso.

Desculpe se eu canso vocês, mas, eu sou "marinheiro de 1ª viagem"...