Bandido

 

 
Meus versos perderam a força de te amar
Mas meu coração não perdeu essa crença
Para ti não consegue pedir licença
Talvez seja como correr bem devagar
 
Corre rápido demais até se cansar
Não consegue morrer diante da tua presença
É como suportar assim qualquer doença
É como até respirar no fundo do mar
 
Deixe então que te toque, te alcance
Talvez assim a vida tenha sentido
Talvez seja isso que dizem ser romance
 
Não deixe ele fugir como bandido
Deixe-o te encontrar para que descanse
Talvez da dor que você mesma tem sofrido.
 

Marcusvinicius
© Todos os direitos reservados