Site de Poesias

Menu

A traição

 
Vou pegar um tijolo,
Escrever nele a palavra saudade,
E tacar na sua cara
Pra você ver o quanto dói a infidelidade.
 
Vou pegar um três oitão,
Escrever na bala a palavra traição.
E vou dar um tiro no seu coração
Sem piedade, nem perdão.
 
Vou pegar um AK-47
E vou dar uma rajada na sua cabeça,
Para que você me esqueça.
Vou pegar uma granada
E vou te explodir,
Para você nunca mais existir.
 
O que você fez comigo foi mó trairagem,
Prometeu que seria a única a não me trair.
Mas me enganou, e acabou saindo com um tal de Djair.
Foi muita sacanagem!
 
Ainda bem que eu dei um fim naquele filho da puta:
Matei-o em frente á barraquinha de fruta.
Foram Dois tiros de três oitão,
E vendo-o caído no chão
Dei risada, com muita satisfação!
 
Já você, sua vaca,
Quero lhe enfiar uma faca,
Assim como você fez comigo,
Quero fazer isso contigo,
Te traindo com a primeira mina
Que eu ver na esquina.
 
Eu queria te espancar,
Mas mesmo que essa vontade eu tenha,
Tenho que me segurar.
Por causa da lei Maria da penha.

Compartilhar
Primão
20/03/2011