Site de Poesias

Menu

SEXO FRÁGIL, SERÁ?

[Ilustração não carregada]

Sexo Frágil, Será?

 

Temos a capacidade de gerar.

Nove meses ficamos a esperar,

Contando os dias até ele chegar,

Para enfim nosso filho abraçar.

 

Ao parir nos emocionamos,

De felicidade então choramos,

No nosso seio amamentamos,

E da dor sequer lembramos.

 

Diariamente temos que encarar,

Compras, fila para pagar

Preparar o almoço sem atrasar,

Ficando toda a cozinha para limpar.

 

Lavar roupa, secar, depois passar,

Arrumar o que ficou fora do lugar,

Quando pensa que vai descansar,

Que nada, é hora de fazer o jantar.

 

E quando trabalhamos fora,

A jornada do dia fica multiplicada,

Correndo sempre em cima da hora,

É complicado não esquecer de nada.

 

Cuidar dos filhos, do marido , organizar,

Tudo certinho perfeito e em tempo hábil.

E ainda dizem que nós MULHERES

Somos o sexo frágil.

 

Será?

 

?Carol Carolina

 

Compartilhar
Carol Carolina
08/03/2011

  • 5 comentários
  • 655 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados