Site de Poesias

Menu

Não

   Por que não me responda agora com um não?

   Pr´ao menos, eu não existir em teu pensamento

   Um não, porque sou tão feio de dar tormento

   Ao menos´sim, confortaria minha própria razão

 

   Saber que nunca existi em teu coração

   Ao menos, este amor, sei, nunca mais invento

   Ao menos, junto a ti, voaria o livramento

   E junto a mim, voaria mais minha própria prisão

 

   Quando não diz, teu não lembra esperança

   E já ouvi não, já ouvi até mais de uma vez

   Tem a força que ninguém levanta ou alcança

 

   Depois de tanto não, cansado de ser cortês

   Então, diga não, atire logo essa lança

   Qu´a minha felicidade desd´agora se desfez.

Compartilhar
Marcusvinicius
02/03/2011

  • 1 comentário
  • 468 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados