Site de Poesias

Menu

Depois das nuvéns

 não sou desti lugar,

devo ser de algum lugar depois das nuvens,

depois do choro da mãe que perdeu seu filho,

depois dos lindos labios que me seduzem.

mas enquanto, vivo diferente em um mundo em que ninguem é nativo,

e ninguem tem a certeza que chegara em seu mundo verdadeiro.

Compartilhar
Rafael
24/02/2011

  • 0 comentários
  • 55 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados