Site de Poesias

Menu

Tão falsa

[Ilustração não carregada]

Você,
Tão falsa,
Sorria e,
Brincava,
Tão falsa,
De fazer dó.
Você,
Tão falsa,
Vacilava,
Olhava-me
Sobre os ombros,
Fingia não me ver,
Mas queria,
Olhar-me.
Você,
Tão falsa,
Alegre,
Confiante,
Sem pudor,
Faiscava,
De amor.
Você,
Tão falsa
De perfume,
Que embriagava,
Ainda tão jovem,
Tão bela,
Tão louca,
Que não cresce,
Mas suponho
Que sabe amar
Como poucas.
E eu,
Tão só,
Não tive você...
Você me olhou
Você me negou,
Não me amou,
Meus olhos 
Viam tudo e
Meu coração chorou.
                       

Compartilhar

Poema adaptado do original (A valsa de Casemiro de Abreu)
Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica.

Jose Aparecido Botacini
09/02/2011

  • 8 comentários
  • 383 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados