Site de Poesias

Menu

O GRITO

O  coração aflito, o rosto rosado

a mesa

o tapete

as mãos suadas, os olhos cativos

parados.

os pés inquietos, ao longe uma floresta

o quarto

as livros

a corda em frente a janela.

manha de agosto terça feira,  vinte e sete   

as dez horas e quarenta e seis minutos

o silencio

o medo

o grito.

Compartilhar
BOCA DA MATA
07/02/2011

  • 1 comentário
  • 46 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados