Site de Poesias

Menu

NOSTALGIA


                 NOSTALGIA
 
HÁ que saudade tenho.
Do tempo que não volta mais.
Pisar na relva molhada
Ouvir sinfonia das aves
Ver a revoada dos pássaros
Sobre os amarelado trigais.
Na casa o fogão de lenha
Aceso pronto pra cozinhar.
O almoço tão gostoso
Ou o esperado jantar.
No forno cresce a broa
O biscoito o pão de queijo...
Só de falar nessas delícias
começo sentir desejo.
A noite a brisa fresca
Pela janela entrar
A lua prateada linda
Pela fresta da parede a brilhar.
As estrelas timidamente
No céu azul a cintilar.
Deitar sobre a singela cama
E poder descansar.
Nos braços de uma cabocla
Ter lindos sonhos até o despertar.
                                     It.   04/05/2010

Compartilhar
VALDIR A. SILVA
04/05/2010